Fantasporto 2020 – Dia 8 de Março.

Fantasporto 2020 – Dia 8 de Março.

Já tinha dado por encerrada esta edição do Fantasporto 2020, a 40ª, quando decidi ir à sessão dos premiados da secção de cinema portugu. [...]

Cinema 2019 – Os Melhores (e piores).

Cinema 2019 – Os Melhores (e piores).

Já há uns anos que não fazia uma lista de melhores do ano, mas este ano, talvez por termos completado 10 anos de actividade, resolvi retomar . [...]

Sugestões para o Halloween 2019.

Sugestões para o Halloween 2019.

Mais uma vez, trago-vos algumas sugestões de filmes para o Halloween, depois de ter falhado o ano passado. À semelhança de 2017, todas as sug. [...]

10 Anos / 20 Escolhas #10 – 2018.

10 Anos / 20 Escolhas #10 – 2018.

Para terminar a iniciativa de comemoração do 10º aniversário do laxanteCULTURAL, temos o amável contributo da Rita Santos, a.k.a. FilmPuff,. [...]

“The Haunting Of Hill House” – A obra-prima de Mike Flanagan.

“The Haunting Of Hill House” – A obra-prima de Mike Flanagan.

Toda a gente que costuma ler as minhas sugestões para o Halloween sabe que sou um grande fã do Mike Flanagan desde “Oculus“, de 2013. J. [...]

“Agora” – Poster e Trailer

em: 2009/05/06 | por: | em: Cinema | Sem comentários em “Agora” – Poster e Trailer | lido: 2.557 vezes

Alejandro Amenábar ficou internacionalmente conhecido pelo seu 4º filme espanhol “Abre Los Ojos” ( o remake americano “Vanilla Sky” é pior mas mais conhecido), que lhe abriu as portas de Hollywood e da então família Cruise. Seguiu-se-lhe “The Others – Os Outros“, com Nicole Kidman, e regressou a Espanha para “Mar Adentro” com Javier Bardem,  vencedor do óscar para melhor filme em língua estrangeira. Agora, chega-nos “Agora“. Regresso ao cinema internacional, com a oscarizada Rachel Weisz como a famosa professora de filosofia e ateia Hypatia de Alexandria. Passado no Egipto Romano, conta a estória de um escravo que se junta à crescente onda do Cristianismo, em busca da liberdade, mas que se apaixona pela sua mestra, interpretada por Weisz. O trailer revela-nos um filme épico, à escala das grandes produções americanas históricas dos anos 50 e 60, com cenas de grande efeito e, ou não fosse realizado por um Europeu, de grande intensidade dramática. Estará no festival de Cannes e estreará em Dezembro.

Deixe um comentário