Sugestões para o Halloween 2017 no Netflix.

Sugestões para o Halloween 2017 no Netflix.

Chegou a altura do ano em que vos faço algumas recomendações para o Halloween. Desta vez, e porque o Netflix se tem tornado uma plataforma ca. [...]

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

Estreias da Semana (2010-04-08).

em: 2010/04/08 | por: | em: Cinema | Sem comentários em Estreias da Semana (2010-04-08). | lido: 3.535 vezes

“As Ervas Daninhas”.

Realizado por Alain Resnais, com André Dussollier, Sabine Azéma, Emmanuelle Devos e Anne Consigny.

Um homem de meia-idade, casado e com dois filhos encontra uma carteira perdida. Ao ver as fotografias da sua proprietária, apaixona-se, e em vez de entregar a carteira à polícia, decide encontrar a sua proprietária.

Les Herbes Folles” é o novo filme do aclamado Alain Resnais, e ganhou o Prémio Especial do Júri no último Festival de Cannes.

O laxanteCULTURAL recomenda este filme.

“De Paris Com Amor”.

Realizado por Pierre Morel, com Jonathan Rhys Meyers, John Travolta e Kasia Smutniak.

Em Paris, um jovem acessor do Embaixador dos E.U.A. vai juntar-se a um espião da C.I.A. que procura evitar um ataque terrorista na cidade.

Do francês Pierre Morel, o mesmo de “Taken” com Liam Neeson, espera-se mais do mesmo: um argumento sem pés nem cabeça, uma realização eficaz e protagonistas capazes de nos fazer acreditar em qualquer coisa. Um divertimento, portanto.

“Green Zone: Combate pela Verdade”.

Realizado por Paul Greengrass, com Matt Damon, Amy Ryan, Greg Kinnear e Brendan Gleeson.

Em 2003, após a Guerra do Iraque, o sargento Roy Miller (Matt Damon) e a sua equipa de inspectores é encarregue de encontrar as armas de destruição maciça que legitimaram o conflito. Ao invés disso, descobrem uma conspiração que envolve altas figuras de estado, o que os tornam num alvo a abater.

Terceira colaboração entre Damon e Greengrass, depois dos dois últimos filmes da saga de Jason Bourne. As expectativas são as melhores.

“O Mistério dos Exames Roubados”.

Realizado por Brett Simon, com Mischa Barton, Nick Blaemire, Zachary Booth e Bruce Willis.

Um jovem repórter do jornal do Liceu tem o furo da sua vida: descobrir quem roubou os exames escolares. Tem como parceira a rapariga mais popular da escola, e juntos vão descobrir uma conspiração em que todos estão envolvidos.

Um filme que nos chega com ano e meio de atraso não costuma ser bom presságio. Além disso, Bruce Willis tem-se dedicado nos últimos tempos a participar em projectos onde o único ponto positivo é… ele próprio.

“Páre, Escute e Olhe”.

Realizado por Jorge Pelicano.

Documentário sobre o risco de encerramento definitivo da centenária linha de comboio do Tua, em Bragança, e da possibilidade da construção de uma barragem que submergirá aquela que é encarada como uma das três mais belas ferrovias de toda a Europa.

Depois do excelente “Ainda Há Pastores”, Jorge Pelicano traz-nos agora um novo documentário vencedor de três prémios no Festival DocLisboa: Melhor longa-metragem da Competição Nacional, Melhor montagem e o Prémio Escolas.

O laxanteCULTURAL recomenda este filme.

“Uma Noite Atribulada”.

Realizado por Shawn Levy, com Steve Carell, Tina Fey, Mark Wahlberg e Taraji P. Henson.

A tentativa de ter uma noite glamorosa e romântica por parte de um casal que caiu na rotina, vai transformar-se em algo muito mais excitante e perigoso por causa de um caso de identidade trocada.

Shawn Levy parece começar a acertar nos projectos. Depois das duas noites no Museu, volta com um filme que tem um elenco tão bom, que nem ele lhe poderá tirar a piada. Os dois protagonistas são dos mais interessantes e hilariantes actores cómicos da actualidade. O trailer promete…

Deixe um comentário