Cinema 2019 – Os Melhores (e piores).

Cinema 2019 – Os Melhores (e piores).

Já há uns anos que não fazia uma lista de melhores do ano, mas este ano, talvez por termos completado 10 anos de actividade, resolvi retomar . [...]

Sugestões para o Halloween 2019.

Sugestões para o Halloween 2019.

Mais uma vez, trago-vos algumas sugestões de filmes para o Halloween, depois de ter falhado o ano passado. À semelhança de 2017, todas as sug. [...]

10 Anos / 20 Escolhas #10 – 2018.

10 Anos / 20 Escolhas #10 – 2018.

Para terminar a iniciativa de comemoração do 10º aniversário do laxanteCULTURAL, temos o amável contributo da Rita Santos, a.k.a. FilmPuff,. [...]

“The Haunting Of Hill House” – A obra-prima de Mike Flanagan.

“The Haunting Of Hill House” – A obra-prima de Mike Flanagan.

Toda a gente que costuma ler as minhas sugestões para o Halloween sabe que sou um grande fã do Mike Flanagan desde “Oculus“, de 2013. J. [...]

A Floresta Das Almas Perdidas – Terror Luso, Melancólico e Poético.

A Floresta Das Almas Perdidas – Terror Luso, Melancólico e Poético.

Há alguns anos que conheço e acompanho o trabalho do José Pedro Lopes e do Anexo 82. Com uma interessante colecção de curtas-metragens no . [...]

Julie & Julia – Trailer

em: 2009/04/30 | por: | em: Cinema | Sem comentários em Julie & Julia – Trailer | lido: 2.285 vezes

O poster fantástico e minimalista que acabam de ver diz respeito ao novo filme da realizadora e argumentista Nora Ephron. Celebrizada mundialmente por ter escrito uma das melhores comédias românticas de sempre, “When Harry Met Sally” de Rob Reiner, e realizado “Sleepless In Seattle“, outra muito interessante variação do género, adapta agora não um, mas dois livros: “My Life in France” de Julia Child e “Julie & Julia” de Julie Powell. As escritoras são interpretadas por duas excelentes actrizes de duas gerações, Meryl Streep e Amy Adams que, curiosamente, estavam ambas nomeadas para os óscares deste ano pelas suas interpretações em “Doubt“. Curioso neste filme será, além de ver como Ephron cruza as duas estórias de épocas diferentes, ver como as duas actrizes partilham o ecrã, embora não juntas, num registo completamente diferente do anterior. Se Streep é sempre um prazer de ver representar, Adams é uma das mais seguras acrizes da nova geração. Se Ephron estiver em boa forma (já tem algumas nódoas no currículo, ninguém é perfeito), temos filme…

Deixe um comentário