Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

“Knight And Day” – Trailer.

em: 2010/01/06 | por: | em: Cinema | 1 comentário em “Knight And Day” – Trailer. | lido: 1.759 vezes

James Mangold é um realizador que considero bastante interessante, com uma obra diversificada, da qual fazem parte “Girl Interrupted” (Óscar para Angelina Jolie), “Identity“, “Walk The Line” (Óscar para Reese Witherspoon) e “3:10 to Yuma“. Mas para mim, o seu melhor momento continua a ser “Copland“, Western contemporâneo com um elenco de luxo: Harvey Keitel, Ray Liotta, Robert De Niro, Annabella Sciorra, Peter Berg e um espantoso Sylvester Stallone, a relembrar porque foi nomeado ao Óscar por “Rocky” (a sua composição é irrepreensível e uma das razões porque tenho um fascínio e um carinho cinéfilo pelo homem). Posto isto, o facto de Mangold enveredar agora pela comédia de acção de grande orçamento, suscita-me grande curiosidade (o facto do elenco reunir Tom Cruise e Cameron Diaz, depois do fraquito “Vanilla Sky“, é factor secundário).

A estória centra-se num casal de fugitivos numa glamorosa e pontualmente mortífera aventura pelo globo, onde nada nem ninguém, até eles próprios, é aquilo que parece. Com estes ingredientes, o filme tem tudo para ser um interessante e honesto divertimento, que a realização de Mangold pode atirar para acima da média. As primeira fotos e o Trailer assim o indiciam.

Como bónus, deixo aqui o trailer de “Copland” (o estúpido título Português é “Zona Exclusiva“), com a recomendação de que, se ainda não o viram, não o percam (não é fácil encontrar a edição Portuguesa nas lojas, mas ela existe e pode ser encomendada).

Deixe um comentário