Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

Mais promoção a “Inglorious Bastards”.

em: 2009/07/04 | por: | em: Cinema | Sem comentários em Mais promoção a “Inglorious Bastards”. | lido: 1.664 vezes

Esta é a versão Americana de um poster que já vos mostrei em Italiano. E atrás dele vêm as versões individuais, personagem a personagem, de “Inglorious Basterds” de Quentin Tarantino. São excelentes posters, que repetem o grafismo da imagem genérica, e com citações dos personagens retratados. Mas por muito bom que seja o material que vai saindo, começa a cansar ver tanta coisa sobre o filme sem ver o próprio filme, e começa a correr o risco de matar o interesse pela obra final. A não ser, que este seja suficientemente bom para superar o cansaço provocado pelo excesso de promoção. As opiniões a que já tivemos acesso dividem-se, o que quer dizer que, na hora da verdade, Tarantino pode ser coroado com glória ou executado sem piedade. É um risco que corre, com toda esta diarreia publicitária. Vamos evitá-la? Não vamos vê-la. Agora.

E há ainda um novo trailer, este um spot televisivo de 60 seguntos, que mais não faz do que mostrar o mesmo com diferentes ângulos de câmara. As mesmas personagens, os mesmos acontecimentos, as mesmas falas. Repisar até à exaustão os mesmos dois minutos de um filme que terá mais de duas horas não é bom sinal. Tarantino podia já ter mostrado muito mais, e a pergunta que se coloca é: O que estará ele a tentar esconder? Ou estará apenas a tentar não estragar boas surpresas aos espectadores? O spot não nos responde a nenhuma das questões…

Deixe um comentário