Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

Oscars 2011 – Nomeado Para Curta de Animação 3/5 – “Let’s Pollute”.

em: 2011/02/21 | por: | em: Cinema, Crítica | Sem comentários em Oscars 2011 – Nomeado Para Curta de Animação 3/5 – “Let’s Pollute”. | lido: 1.915 vezes

Depois de  “Day & Night“ e “The Gruffalo“, este é o Terceiro dos cinco nomeados para o Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação. “Let’s Pollute” , realizado pelo antigo animador da Disney e da Pixar Geefwee Boedoe, é uma sátira aos filmes educacionais dos anos 50/60, distorcida por uma visão negra mas realista do mundo, no que diz respeito às questões ambientais.

Sob o mote ‘a poluição é a nossa herança e estimula a nossa economia’, este pequeno filme ensina-nos a poluir como se não houvesse amanhã, mostrando-nos as vantagens de vivermos num mundo cada vez mais poluído.

Geefwee Boedoe consegue aqui, em menos de 6 minutos e dizendo exactamente o oposto, sensibilizar para as questões ambientais que estão cada mais a preocupar a opinião publica (e politica?) mundial. Com uma animação retro, sem tentar fascinar através do realismo da animação 3d, “Let’s Pollute” faz um excelente uso da sátira, e a sua narrativa (que combina na perfeição com o seu aspecto visual) é eficaz e contundente, pondo o dedo na ferida sem ser panfletário ou moralista. A sua nomeação não surpreende, tendo em conta as tendências ecologistas da Academia, e não espantaria se saísse da cerimónia com o Óscar.

Classificação: 4/5

Infelizmente, só consegui encontrar a versão francesa (o original é em inglês), mas serve perfeitamente para fazermos uma avaliação do seu potencial. Ei-la…

Deixe um comentário