“Man On Wire” – Poesia no World Trade Center.

“Man On Wire” – Poesia no World Trade Center.

Em dia de aniversário do atentado às torres gémeas, muitas serão certamente as oportunidades para recordar o edifício e a própria tragéd. [...]

“The Strain” – Do(s) Romance(s) à Série.

“The Strain” – Do(s) Romance(s) à Série.

Li “The Strain” no final de 2009, logo após a saída da edição portuguesa, e desde cedo foi óbvio que esta saga vampírica de G. [...]

“Mad Max: Fury Road” – Posters e Trailer.

“Mad Max: Fury Road” – Posters e Trailer.

É provavelmente um dos filmes mais adiados de sempre. Depois dos problemas de produção que foram atrasando a sua data de estreia, a calendar. [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

Cinema 2013 – O Veredicto.

Cinema 2013 – O Veredicto.

Com o atraso que vem sendo habitual, chegou a altura de revelar a minha lista dos melhores filmes que estrearam em Portugal em 2013. Antes, que. [...]

Porto 7, 2012 – Os Vencedores.

em: 2012/06/21 | por: | em: Cinema, Porto 7 | Sem Comentários | lido: 1.311 vezes

P7fotos 1 Porto 7, 2012   Os Vencedores.

Terminou no último domingo mais uma edição do Porto 7, Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto, com a sessão de anúncio dos vencedores, entrega de prémios e exibição de alguns dos filmes vencedores. Talvez por causa do futebol, esta foi uma edição com uma fraquíssima adesão do publico. Um contra-senso, um vez que, segundo a organização, esta foi a edição do festival com mais divulgação nos órgãos de comunicação social. Apesar disso, o festival contou com alguns convidados nacionais e internacionais e uma selecção de filmes com nível qualitativo bastante satisfatório. Confiram a lista de vencedores nas diferentes categorias…

Ficção

Grande Prémio

La Mirada Perdida

Realizador: Damián Dionisio

Pela singularidade criativa na abordagem de um período negro na história da Argentina.

Menções Honrosas

Memory

Realizador: Victor Suñer

Pela qualidade da mise-en scéne e solidez narrativa.

Tom

Realizador: Clémence Marcadier

Pela sensibilidade na abordagem de um drama familiar.

Argumento

Asternauts

Realizadora: Marta Masferrer

Pela solidez narrativa, qualidade das personagens e singularidade do desfecho.

Interpretação:

Exéquo: Txema Blasco e María Alfonsa Rosso emPosturas

Pela qualidade de criação das personagens e timing cómico fundamental para o filme.

Documentário

Grande Prémio

Machine Man

Realizadores: Roser Corella & Alfonso Moral

Pela profundidade no tratamento de realidades sociais pungentes.

Menções Honrosas

Adormecido

Realizador: Paulo Abreu

Pelo olhar estético na linguagem documental.

Masi’s Law

Realizadores: Aaro Hazak & Adam Jakobi Møller

Pela consistência na abordagem de uma realidade politica e social de uma comunidade.

 

Ficção Nacional

Grande Prémio

A Estrela Mais Brilhante

Realizadores: André Matose Joana Santos

Animação

Grande Prémio

Blanche Fraise

Realizador: Frédérick Tremblay

 

Menção Honrosa (atribuída pela direcção do festival)

Lágrimas de um palhaço

Realizador: Cláudio Sá


Vídeo Musical

Grande Prémio

What”de Bodi Bill

Realizador: Stephane Leonard

Menção Honrosa (atribuída pela direção do festival)

A Song They Won’t Play on Radio” de Molly Nilsson

Realizador: Fjodor Donderer

Vídeo Musical – Hip Hop

Grande Prémio

Cinco Quatro”de Rato 54

Realizador: Jorge Leal

Pela minha parte, resta-me agradecer mais uma vez ao Francisco Lobo Ávila, da organização do festival, o convite para fazer parte do Júri. E desejar que tenham mais sorte com o público em futuras edições.

Deixe um comentário