“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Passatempo laxanteCULTURAL / Halloween 2016.

Passatempo laxanteCULTURAL / Halloween 2016.

  Pela primeira vez vou fazer um passatempo aqui no laxanteCULTURAL para assinalar este Halloween. Como podem ver na foto, o que tenho par. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

Porto 7, 2012 – Os Vencedores.

em: 2012/06/21 | por: | em: Cinema, Porto 7 | Sem comentários em Porto 7, 2012 – Os Vencedores. | lido: 2.013 vezes

Terminou no último domingo mais uma edição do Porto 7, Festival Internacional de Curtas-metragens do Porto, com a sessão de anúncio dos vencedores, entrega de prémios e exibição de alguns dos filmes vencedores. Talvez por causa do futebol, esta foi uma edição com uma fraquíssima adesão do publico. Um contra-senso, um vez que, segundo a organização, esta foi a edição do festival com mais divulgação nos órgãos de comunicação social. Apesar disso, o festival contou com alguns convidados nacionais e internacionais e uma selecção de filmes com nível qualitativo bastante satisfatório. Confiram a lista de vencedores nas diferentes categorias…

Ficção

Grande Prémio

La Mirada Perdida

Realizador: Damián Dionisio

Pela singularidade criativa na abordagem de um período negro na história da Argentina.

Menções Honrosas

Memory

Realizador: Victor Suñer

Pela qualidade da mise-en scéne e solidez narrativa.

Tom

Realizador: Clémence Marcadier

Pela sensibilidade na abordagem de um drama familiar.

Argumento

Asternauts

Realizadora: Marta Masferrer

Pela solidez narrativa, qualidade das personagens e singularidade do desfecho.

Interpretação:

Exéquo: Txema Blasco e María Alfonsa Rosso emPosturas

Pela qualidade de criação das personagens e timing cómico fundamental para o filme.

Documentário

Grande Prémio

Machine Man

Realizadores: Roser Corella & Alfonso Moral

Pela profundidade no tratamento de realidades sociais pungentes.

Menções Honrosas

Adormecido

Realizador: Paulo Abreu

Pelo olhar estético na linguagem documental.

Masi’s Law

Realizadores: Aaro Hazak & Adam Jakobi Møller

Pela consistência na abordagem de uma realidade politica e social de uma comunidade.

 

Ficção Nacional

Grande Prémio

A Estrela Mais Brilhante

Realizadores: André Matose Joana Santos

Animação

Grande Prémio

Blanche Fraise

Realizador: Frédérick Tremblay

 

Menção Honrosa (atribuída pela direcção do festival)

Lágrimas de um palhaço

Realizador: Cláudio Sá


Vídeo Musical

Grande Prémio

What”de Bodi Bill

Realizador: Stephane Leonard

Menção Honrosa (atribuída pela direção do festival)

A Song They Won’t Play on Radio” de Molly Nilsson

Realizador: Fjodor Donderer

Vídeo Musical – Hip Hop

Grande Prémio

Cinco Quatro”de Rato 54

Realizador: Jorge Leal

Pela minha parte, resta-me agradecer mais uma vez ao Francisco Lobo Ávila, da organização do festival, o convite para fazer parte do Júri. E desejar que tenham mais sorte com o público em futuras edições.

Deixe um comentário