Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

“Terminator Salvation” – Skynet Research Infomercial

em: 2009/05/01 | por: | em: Cinema | Sem comentários em “Terminator Salvation” – Skynet Research Infomercial | lido: 1.583 vezes

Este é o meu 3º post sobre “Terminator Salvation” e o 2º que não tem qualquer imagem do filme. Isso é um reflexo do excelente trabalho que a malta encarregue da publicidade está a fazer. Depois de ter falado do jogo para o twitter, aqui está um infomercial (uma espécie de vídeo das televendas, informativo e ao mesmo tempo comercial) sobre a Skynet Research, a empresa de tecnologia que aqui apresenta os seus produtos e esforços no sentido de tornar a nossa vida mais prática e confortável. O resto da estória toda a gente conhece, mas é fascinante ver como o entusiasmo pela tecnologia e desenvolvimento pode ser toldado pela razão e levar a consequências devastadores e totalmente opostas daquelas a que se propõem. São mais de 14 minutos que não tem qualquer relação com o filme, mas que é importantíssimo no sentido de preencher alguns espaços em branco. Apenas para aqueles que se dêem a esse trabalho.

Deixe um comentário