Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

“The Ghost Writer” – Poster, Fotos e Trailers.

em: 2010/02/07 | por: | em: Cinema | Sem comentários em “The Ghost Writer” – Poster, Fotos e Trailers. | lido: 1.651 vezes

Roman Polanski tem andado nas bocas do mundo, mas não pelas melhores razões. E aquilo que todo o circo mediático à volta da sua prisão e possivel extradição para os Estados Unidos tem conseguido, é desviar a atenção da sua vasta e importantíssima obra e para o seu novo filme que estreia brevemente. Não que eu desvalorize o crime, mas quando este ocorreu há mais de 30 anos, e já foi ‘resolvido’ entre criminoso e vítima, talvez aí a obra seja o mais importante. E importa recordar filmes como “Repulsion” (1965), “Rosemary’s Baby” (1968), “Chinatown” (1974), “Death and the Maiden” (1994) ou “The Pianist” (2002) (para só citar cinco), antes de abordar o novo “The Ghost Writer“.

E este tem tudo para figurar na lista de grandes obras de Polanski e ser mesmo um dos grandes filmes do ano. Para já, situa-se num género que já deu grandes filmes, mas que há muito está adormecido: O thriller politico. Depois tem um elenco de primeira água: Ewan McGregor (“Moulin Rouge!“), Pierce Brosnan (“O Alfaiate do Panamá“), Kim Cattrall (“O Sexo e a Cidade“), Olivia Williams (“O Sexto Sentido“), Timothy Hutton (“Taps – O Clarim Da Revolta“), Eli Wallach (“O Bom, O Mau e O Vilão“), Tom Wilkinson (“Michael Clayton“) e James Belushi (“Salvador“). Por último, é o tipo de material em que Polanski já deu provas de não ter contemplações ou fazer cedências de espécie alguma, abordando temas incómodos com a subtileza de um elefante numa loja de porcelanas.

O filme conta a estória de um escritor-fantasma que é contratado para terminar a biografia do antigo primeiro ministro Inglês, depois do seu antecessor ter morrido em circunstâncias estranhas, e começa a descobrir segredos que põem agora em risco a sua própria vida.

Aqui estão algumas fotos com o excelente elenco, e mostrando alguns momentos do filme.

E dois trailers que provam a tensão da obra, a intensidade da estória, a excelência do elenco e a polémica e provocação do tema abordado. Acima de tudo, prova que Polanski, apesar de 55 anos de carreira, continua a ser um cineasta a ter em conta.

Por cá, ainda não tem data de estreia, mas eu já estou ansioso. E vocês?

Deixe um comentário