Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Fantasporto 2017 – Os Vencedores.

Termina este domingo mais uma edição do Fantasporto, a 37ª, com a exibição de alguns filmes premiados. A entrega de prémios decorreu este. [...]

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

“The Escape” volta a juntar a BMW a Clive Owen.

Foi em 2001 que a BMW revelou Clive Owen ao mundo, numa série de curtas-metragens onde um exímio motorista de aluguer era contratado para mis. [...]

Sugestões para o Halloween 2016.

Sugestões para o Halloween 2016.

Mais uma vez, venho-vos sugerir alguns filmes para esta altura do ano em que procuramos emoções fortes: o Halloween. São todos filmes deste a. [...]

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

“Os Vampiros”, de Filipe Melo e Juan Cavia – Crítica.

Antes de mais, quem conhece este cantinho sabe que eu sou um fã do Filipe Melo e do Juan Cavia. Já antes escrevi com entusiasmo sobre alguns . [...]

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

“Nada Tenho De Meu” – A Utopia da Liberdade.

Antes de mais, devo dizer que sou fã do “José e Pilar“, do Miguel Gonçalves Mendes, e era com expectativa que aguardava o seu pr. [...]

“Transformers – Revenge Of The Fallen” – ShoWest Footage

em: 2009/04/19 | por: | em: Cinema | Sem comentários em “Transformers – Revenge Of The Fallen” – ShoWest Footage | lido: 1.375 vezes

Ok, vou ser franco… Nunca vi a série de animação que deu origem ao 1º filme. Não conheço o imaginário associado, nem tenho qualquer tipo de interesse em extra-terrestres metálicos que se transformam em máquinas convencionais. Por isso, vi o primeiro filme com o distânciamento com que vejo, à partida, todos os filmes. Conhecia algumas imagens, parte do elenco e o realizador, e tentei ver uma história minimamente interessante que suportasse o aparato pirotécnico. Como é óbvio lixei-me. “Tinhas de conhecer a série”, disse-me um amigo meu. Não, não tinha, digo eu. Não foi não saber identificar os robôs ou desconhecer as suas hierarquias que me fez não gostar do filme. Foi apenas o facto de ser um mau filme. A par de “Pearl Harbour“, é o pior filme de Michael Bay. E o mais parvo. E foi a parvoíce do filme que me irritou. Todas as sequências em que aparece o agente do F.B.I. interpretado pelo excelente John Turturro, por exemplo, são tão parvas que o fazem parecer um mau actor, partindo do principio que um bom actor consegue tornar qualquer cena em algo de credível. Os argumentistas do primeiro filme (Roberto Orci e Alex Kurtzman) conseguiram deitar por terra essa teoria. De Michael Bay não se esperam grandes obras (apesar de “The Rock” e “Armageddon” ou mesmo “Bad Boys” serem meus guilty pleasures e “The Island” não ser um mau filme), o seu estilo de espectáculo pirotécnico, nunca me incomodou tanto como no primeiro “Transformers“. E chamo-lhe espectáculo pirotécnico, por que atribuo as mesmas caracteristicas: Grandeza, muita cor e som agressivo, altos custos, alguns minutos de hipnotização do espectador e uma sensação de que nada mudou em nós quando tudo acaba.

Mas, tudo isto sou só eu. É óbvio que muita gente gosta do género e não tenho nada contra haver oferta para todos os gostos. Sendo assim, e uma vez que este blog é democrático, trago-vos hoje as imagens que Michael Bay levou ao ShoWest. Uma cena e muito fogo de artifício em pouco mais de 2 minutos. A cena é tão parva quanto a roupa interior de Turturro no primeiro filme, e as restantes são de deixar qualquer um de boca aberta. Parece até que contém as primeiras imagens de Devastator. Para aqueles que sabem do que se trata, bom proveito…

Deixe um comentário